terça-feira, 18 de agosto de 2009

Dar dá Dinheiro?

Olá meus amigos virtuais e fiéis leitores deste blog (25 pessoas, eeee \o/)

Hoje divido com vocês (honestos trabalhadores), a minha frustração. O que é? Vou contar. Estava (eu) passando por uma rua meio obscura aqui da minha cidade, enquanto fazia o trajeto para ir à missa da Renovação Carismática. Até ai, tudo bem. Em vários post's, já contei que gosto da celebração deles e não há nada demais.

Onde está a frustração? Quando o sinal fechou, paro com o carro (da minha mãe) e espero pacientemente aparecer o verde, até que vejo DOIS travecos prostitutos, estacionando seus carrões (último modelo do Vectra e do Corolla), na mesma rua escura. Eles descem de seus carros, colocam alarme e ficam na esquina aguardando a chegada do primeiro cliente.

Confesso que fiquei de cara. Puxa vida, que decepção! Pelo carro, aparentemente eles são bem de vida e não passam fome. Vão para a esquina comercializar o corpo, justamente para manter este bom padrão de vida. Então pensei: Meu Deus, que mundo injusto. A gente se fode durante o mês, rala que nem cachorro para ganhar o salário que mal paga o básico da nossa sobrevivência. Já eles, são fodidos durante as noites, (k-entre-nós: vender o corpo está longe de ser considerado normal) e ganham o bastante para estar sempre com o melhor carro.

Onde está o erro?
Será que devemos considerar normal que, quem trabalha de forma digna, mal consegue pagar as contas no final do mês... enquanto quem vende o próprio corpo, tem tudo do bom e do melhor? Será que para obtermos estes confortos na vida (de forma mais rápida), este é o caminho? Se for assim, vou sempre depender de ônibus...

13 comentários:

  1. Filipe, como diz um Salmo: "Não invejes a prosperidade dos maus..."
    Na verdade não são maus, apenas levam mau a vida.

    Cada pessoa que tenha a opção sexual que quiser, viva como achar melhor, não é problema nosso. No entanto nós também sabemos o que é melhor p nós, o que nos fará bem... Vale vivermos conforme nossos princípios. O retorno talvez não venha em dinheiro, mas quem disse que a paz e a felicidade se compra com dinheiro?
    Bj, amigo.

    ResponderExcluir
  2. Concordo Meri. Também acho que o foco principal não é bem a inveja de quem tem mais poder aquisitivo ou não.

    Acredito que, o q deve mais indignar as pessoas é a forma como muitos conseguem adquirir os seus bens. Como? Com trabalhos diferenciados que fogem da regra considerada "normal" pelo ser humano.

    Os políticos corruptos não ficam muito longe disso também.

    Mass, como diria aquela música: "Então não julgues para ser julgado..." - mesmo assim, é complicado.

    ResponderExcluir
  3. Esses travecos erece estudo. Traveco bem de vida e na esquina... Tem algo de errado no reino da putaria.

    ResponderExcluir
  4. Ixi, se eu visse essa cena tb ficaria revoltado como vc, mas pensando com calma agora, o problema é q a gente dá muito valor pras coisas materiais, como se isso fosse sinônimo de felicidade. Se a gente tivesse carrão do ano, não estaríamos satisfeitos, pq o alvo seria então uma casa maior, fazenda, barco, etc. ou seja, nunca tem fim, e não tem fim pq essas coisas não alimentam a alma de verdade. Cada um tem seu caminho a seguir (e se responsabilizar por ela). Daqui a 10 anos com certeza vc estará aqui trab e sustentando sua família, mas e esses travestis? Muitas pessoas da prostituição usam seu poder de compra como terapia, desculpa ou escapismo, pois no fundo sabem q estão fazendo algo vergonhoso e tentam compensar esse sentimento de culpa de alguma forma. É realmente deprimente esse tipo de vida, então nem inveje-a.

    ResponderExcluir
  5. bom, cara, o que eu vou te dizer. existe uma coisa chamada lei da oferta e da procura. se eles ganham dinheiro com isso, é pq tem quem use de seus serviços. se tem quem use desses serviços, é necessário quem os faça. vê aonde quero chegar?
    cada um escolhe a seu bel prazer de que forma vai conseguir seu dinheiro. como ouvi outro dia, todo mundo tem direito a tudo - mas também tem que arcar com as consequencias disso.
    acho que sua indignação vem do fato que ao se prostituirem - atitude que a sociedade costuma repudiar (ou nem tanto assim, ou eles nao estariam andando de carro importado) - e estarem conquistando um status economico e uma segurança financeira que difilmente alguem que trabalha em um emprego considerado normal conseguirá.
    ao que eu te digo que ao contrario da maioria dos nossos trabalhos, que tem piso e salário mínimo, eles são "autônomos". Vendedores do próprio corpo, e como tal, colocam o preço que consideram justo. Se há quem pague, é outra história, e obviamente, há.
    Não compactuo com essa atividade, nem entendo como alguém pode fazer isso. Mas isso vem dos meus próprios conceitos, e por que nao dizer, preconceitos. Entretando não é contra a lei.
    Por isso não me sinto no direito de me indignar ou julgar. É tudo uma questão de oferta e procura.

    ResponderExcluir
  6. Eu acho normal vara,não considero a prostituição algo anormal.Só estão vendendo o que é deles.Mas enfim,se eles estão ali é porque alguém esta indo lá né?Tem gente que gosta...

    ResponderExcluir
  7. Achei interessante os diversos comentários sobre a prostituicao aqui neste Blog. Prostituicao nao é ao meu ponto de ver indigno, pois como acompanhante pago impostos e esta é uma profisao legal, como uma outra qualquer.
    Existem imobiliarios ou bolsistas que ganham dinehiro especulando, existem advogados que ganham dinheiro com a falencia de firmas. Acho que a forma com que se ganha o dinehiro é relativo e opcao de cada um. Uma prostituta é um ser humano digno, pois ela nao rouba e sim oferece o seus servicos.

    ResponderExcluir
  8. olha só.. gostei dos comentários.. oferta e procura e tudo mais.
    Eu acho "anormal" homens da nossa "sociedade" que procuram esses serviços.. isso eu acho anormal, pois eles devem ter mulher em casa e fazem isso na obscuridade. Tenho pena dos travecos no fim... as vezes andam de carrão mas não podem morar em um apto de luxo, por exemplo. Tu ia se sugeitar a isso Filipe?? ter um carrão mas não poder almoçar num restaurante bacana num domingo, pois é 100% q não serás bem visto nem bem-vindo?
    ATO E EFEITO

    ResponderExcluir
  9. oh escrevi sujeitar errado.. bahhhhh

    ResponderExcluir
  10. Legal ver a galera revoltada com o que os outos fazem !! Não é inveja ?? por favor neh ?!!! E outra, d q vc trabalha que nao dá p pagar as coisas?? Das duas uma, ou realmente vc ganha muito pouco ou quer as coisas que nao estão a seu alcance, podendo ser um consumista e sem procurar preços (pechincha) !! É isso sras e srs.

    Se tá chando q ganha pouco vai lá ar a rabiola p ganhar dinheiro !!

    [A Cortesã disse... ] Também penso assim! Eles ou elas ou os travecos vendem serviço. Compra quem quer !!

    ResponderExcluir
  11. Bruno,

    o legal disso tudo é que cada um tem uma opinião, está colocando o seu ponto de vista sobre este ponto, mantendo o respeito sobre a opinião diversa.

    Agora se tu ganhas bem pra comprar em pouco tempo um carro 0KM , meus PARABÉNSS! Não te invejo por isso.

    ResponderExcluir
  12. é relativo. não me vejo como alguém apropriado para julgar o modo de vida de uma pessoa, assim como qual quer outro ser humano, afinal não sabemos a fundo como é a vida destas pessoas e nem o modo de como conseguiram tudo que possuem... alem do mais isso não me incomoda, afinal não estão se aproveitando de ninguém, diferente de certos aproveitadores de bens públicos, pessoas infelizmente eleitas para gastarem parte de nossos impostos com "donas" de Vectras e Corollas...

    ResponderExcluir
  13. se é inveja ou não deles ter bons carros, não sei. mas cada um tem o direito de optar por aquilo que quer fazer na vida. se é errado ou não, quem vai pagar o preço depois são eles.

    enquanto isso, continuo trabalhando da maneira q acho certo pra ir adquirindo aos poucos aquilo que preciso pro meu dia a dia

    ResponderExcluir

Aqui, a Liberdade de Expressão fica por sua conta :)

Compartilhe

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Dicas Ocioso