quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Eu Quero!

Quero uma vida sem turbulências
Quero os meus planos não mais mergulhados por água abaixo
Quero comemorar uma conquista, sem lamentar por um novo problema
Quero um mar de águas mansas
Quero alguém que me entenda 100%
Antes, quero me entender 100%
Quero curtir a vida adoidado, sem me preocupar com o relógio
Quero fazer as coisas porque tenho vontade, e não por obrigação
Quero ganhar o suficiente para custear os meus sonhos e diversão
Quero me afastar de gente desagradável
Quero me aproximar de pessoas legais
Quero saúde abundante até os 85 anos da minha vida
Quero resolver meus problemas no mesmo dia que eles aparecem
Quero viajar mais
Quero ler mais
Quero um carro novo com ar condicionado
Quero...
Quero... e
Quero!

Não sou o único, o mundo está cheio de pessoas assim. Por todos os lados, amigos, parentes e desconhecidos caminham pensando naquilo que querem conquistar. Há quem queira trocar a casa, outros querem ganhar na mega-sena e alguns só querem alguém para conversar.

O caso é que passamos 24 horas querendo alguma coisa ou várias coisas ao mesmo tempo. Ninguém pode dizer que está plenamente satisfeito e não quer mais nada, porque sempre haverá algo melhor e um desejo de querer alguma coisa (nem que seja ficar em PAZ).

O saco é quando a gente fica querendo muito e realizando pouco. Não a-g-u-e-n-t-o mais esta situação. Não quero olhar aqui, quem quer o pouco porque nada tem. É impossível abraçar o mundo, portanto precisamos pensar um pouco na gente, certo? Eu penso assim e quero MUITAS coisas, mas não quero parecer ingrato ou mal agradecido com tudo o que já conquistei.

É demais sonhar coisas melhores para si, sem se sentir culpado porque - enquanto isso - há alguém passando fome lá na Etiópia ou na esquina de casa? Eis o meu problema: Sempre acho que não mereço algo melhor, porque olho para quem nada tem. Porém, é preciso viver e prosperar. E o progresso, onde fica?

Hoje uma amiga veio mostrar o carro novo que comprou. Fiquei feliz por ela e não a invejei, mas fiquei com o desejo de passar por isso também e adquirir o meu carro. Quero um carro e me pergunto: falta muito pra chegar este dia?

Alguns podem me chamar de invejoso, mas isso não é inveja. A inveja é destrutiva, é quando você quer o que é da pessoa só para você, sem que ela fique com o presente também. O desejo é diferente, é quando você quer algo que alguém ganhou, mas está nem aí se o resto do mundo ganhar a mesma coisa (meu caso).

E quem falar que não tem o desejo e nem quer algo bom para si, (igual ou melhor aquilo que o amigo ganhou) é MENTIROSO. Todos querem aquilo que é bom, o negócio é que a gente se conforma com o que tem porque há coisas que não é para o nosso bico (financeiramente falando). Mas que todos querem, há querem.

Então a vida segue, onde cada um quer uma coisa, outra e assim planeja o futuro. No meu caso, uma coisa é certa. Mesmo que eu não consiga nada daquilo que quero, faço das palavras da Cláudia Leite, as minhas: Só quero ser feliz antes de mais nada.

Um comentário:

  1. Não és o único. Também quero muita coisa e um pouco mais.

    Gostei do blog, parabéns!

    ResponderExcluir

Aqui, a Liberdade de Expressão fica por sua conta :)

Compartilhe

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Dicas Ocioso