quarta-feira, 30 de junho de 2010

Por dentro da casa do Passarinho

Já viram como é o interior da casa do passarinho? Não mulheres, não precisam maliciar e imaginar o tamanho da casa no interior das cuecas. Não é deste "passarinho" (no sentido figurado) que falo, mas sim daquele propriamente dito, conhecido como João de Barro.

João de Barro é conhecido aqui em SC (e todo Brasil) como o passarinho que constrói a própria casa em árvores, postes e outros locais. A empresa de sucos naturais, Robinsons, deixou a imaginação rolar solta quando lançou o comercial em 2009, que mostra como seria por dentro daquelas casinhas. Veja no vídeo.

Viva a criatividade das agências!

segunda-feira, 28 de junho de 2010

E se tudo não passou de uma GRANDE invenção?

Esse final de semana foi muito agradável para mim. Frequentei festas juninas e encontros de internautas na sexta e no sábado, onde estive com diversas pessoas. Cada ser revestido de carne e osso possui um assunto interessante, uma ideia brilhante, cujo objetivo é viver bem e fazer dessa passagem de vida A melhor possível.

De todos os encontros que troquei informação e compartilhei conhecimento, um me chamou atenção. Foi no sábado, lá na casa de uma amiga que mora na cidade vizinha da minha. Regados por vinho, o nosso grupo conversou sobre uma pluralidade de assuntos que estão na mídia (ou não). Pra variar, uma dessas conversas que mais causam polêmica abordou sobre Religião.

Chegamos neste contexto ao falar sobre irmã e irmão que praticam sexo. Há poucos anos, muitas pessoas aqui na região receberam um vídeo de um casal de irmãos (bem conhecidos) praticando sexo e se exibindo na webcam. Ao falar sobre isso, cada um expressou a sua indignação que sentiu na época ao vê-los pelo computador.

Um amigo bem informado, levantou a seguinte questão: Qual é o absurdo de dois irmãos praticarem sexo? Se vocês forem olhar a criação da humanidade - pela história que a igreja conta - só havia Adão e Eva. Para o mundo virar tudo isso que é hoje, teve que acontecer o que?

Só para fazer um adendo aqui, antes de continuar. Quem visita este blog e não me conhece pessoalmente, deve saber que sou cristão católico convicto. Frequento a igreja católica, não acredito em 100% no que ela diz, desconfio da conduta de alguns padres e tenho um pé lá atrás com muita coisa. Por que ainda frequento? Pela fé, por acreditar que o erro de uns não pode ser generalizado como erro de TODA instituição.

Continuando... eu falei para este meu amigo a ideia que tenho sobre este assunto: - Olha, a bíblia é uma questão de interpretação. Eu não a leio, mas sei de bastante coisa que lá está escrito. A igreja católica usa o trecho de Adão e Eva e diz que são pessoas iguais a nós. Mas quem diz que Adão e Eva não podem ter sido genes com DNA distintos, que puderam evoluir e virar o que somos hoje? Esta seria a melhor forma de conciliar essa história, com a evolução do homem pelo macaco que estudamos em História.

Interessado pelo assunto (e com teor alcoólico do vinho lá nas alturas) ele me diz o seguinte: - E se tudo não passou de invenção? Olha na mitologia como existiam vários deuses, quem disse que só pode ter um? E essa história de Jesus - um semi Deus que nasceu de um humano - quem disse que é verdade? Alguém lá atrás pode ter inventado isso e escrito como se fosse verdade...

Eu disse para ele o seguinte: Concordo que é preciso desconfiar de tudo que nos contam. A pessoa quanto mais lê e adquire conhecimento, mais questionadora ela fica. Chega uma hora que tu não sabes mais o discernimento do que é o Certo ou é Errado, de tanto que a gente lê e põe em cheque o que recebemos a vida toda como "grandes VERDADES".

Todos sabem que a verdade não é absoluta e não pode ser vista de um ponto só. Levantei esta questão: Se há vidas em outros planetas (o que eu acredito), e um extraterrestre vem visitar a Terra. Se ele for parar no meio do oceano pacífico, vai dizer que não há vida humana na Terra e só tem água. Isso é mentira, mas se for analisar a informação, ela não deixa de ser uma verdade pelo local em que ele foi parar e o que foi visto.

Portanto, mesmo que toda história de Deus, Jesus e Maria forem invenção, só pela função social que existe em torno disso, já valeu a pena. A fé que existe nas pessoas, faz com que elas promovam o bem e acreditem num futuro melhor. Dizem que a fé tem o poder de mover montanhas, certo? É claro que a expressão é dita em sentido figurado, logo não adianta ter fé para mudar a montanha Fuji de lugar.

Esse caso é o seguinte: Eu muito acredito e luto para que aquilo aconteça. Logo, Deus e Jesus Cristo tem sentido de continuar existindo em nossas vidas, como símbolos de justiça divina. Eles são o conforto e alívio na alma para aquele que crê, de que a difícil vivência como ser humano - com as injustiças sofridas aqui na Terra - não foi em vão.
___

Quem me acompanha sabe que sou religioso, mas não sou fanático igual a @Cleycianne. Tenho mente aberta, muitos amigos ateus, mas confesso que os três assuntos que nunca têm conclusão de uma ideia só (Política, Religião e Futebol) são os que mais me agradam e geram bom debates com a galera. Experimenta falar isso tomando vinho, sai cada filósofo (inclusive eu) kkkkkk.

Conseguiu ler tudo? Então deixo esse vídeo (com qualidade de áudio baixa) que representa bem essa questão de fé. Ele fala sobre a história desse Homem, chamado Jesus Cristo, e foi gravado pela internet no santuário da missa de Padre Marcelo Rossi.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Empresário: o melhor investimento é cuidar do Cliente

Já fui de comprar coisas desnecessárias, só por causa do excelente atendimento do vendedor. Também já deixei de comprar coisas muito importantes, devido ao mau atendimento oferecido pela loja. No mundo capitalista é assim, o Cliente tem o Poder e ele decide como e onde vai gastar o dinheiro conquistado com o suor do trabalho.

Sempre quando eu volto do trabalho, passo por uma lanchonete que faz o melhor pastel de carne e ovos que já comi. É crocante, quentinho e eles acrescentam temperinho verde que fica uma delícia. Era minha parada obrigatória, antes chegar em casa. Sentia necessidade de comer esse pastel bem bom com uma média de café com leite.

Porém, o bom produto não era igual ao atendimento. A proprietária do local era muito desleixada comigo, atendia todo mundo na minha frente e me deixava esperando por bastante tempo até me atender. Quando eu solicitava o lanche, não era capaz de oferecer molho para acrescentar e nem verificava se eu queria outra comida quando terminava de lanchar.

Uma vez eu pedi o pastel, junto com saches de maionese e catchup para acompanhar. A atendente pediu para eu esperar um pouco, foi lá dentro do estabelecimento, conversou e riu com todos que estavam lá. Quando voltou, atendeu outros clientes e ficou conversando com outra pessoa assídua da lanchonete.

Terminei de fazer meu lanche e agradeci pelo molho que não tinha vindo. Ela ficou sem graça e pediu desculpas por esquecer-se de mim. Se isso fosse pela primeira vez, eu não ligava. Só que como ela sempre me deixava de lado no atendimento, fiquei bem chateado e prometi para mim mesmo que não voltava mais ali. Não vou a lugares que não faça questão da minha presença.

Até lembrei o texto que recebi, sobre o discurso do fundador de uma grande rede de supermercados, Sam Walton, em treinamento com funcionários. Ele diz o seguinte:

Eu sou o homem que vai a um restaurante, senta-se à mesa e pacientemente espera, enquanto o garçom faz tudo, menos anotar com atenção o meu pedido.

Eu sou o homem que vai a uma loja e espera calado, enquanto os vendedores nem me olham e continuam com suas conversas particulares.

Eu sou o homem que entra num posto de gasolina e nunca toca a buzina, mas espera pacientemente que o empregado termine a leitura do seu jornal.

Eu sou o homem que explica sua desesperada e imediata necessidade de uma mercadoria, mas não reclama quando a recebe após três semanas somente.

Sou o homem que, quando entra num estabelecimento comercial, parece pedir um favor, implorar por um sorriso ou esperando apenas ser notado.

Sou o homem que entra num banco e aguarda tranqüilamente que as recepcionistas e os caixas terminem de conversar com seus amigos, e espera pacientemente enquanto os funcionários trocam idéias entre si ou, simplesmente abaixam a cabeça e fingem não me ver.

Você deve estar pensando que sou uma pessoa quieta, paciente, do tipo que nunca cria problemas. Engana-se.


Sabe quem eu sou?

"Eu sou o cliente que nunca mais volta"!

Divirto-me vendo milhões e milhões sendo gastos todos os anos em anúncios e propagandas de toda ordem, para levar-me de novo à sua firma, sua empresa, loja ou restaurante.

Quando fui lá, pela primeira vez, tudo o que deviam ter feito era apenas a pequena gentileza, tão barata, tão simples: um pouco mais de atenção e cortesia.

"Clientes podem demitir todos de uma empresa, simplesmente gastando seu dinheiro em outro lugar".

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Por que a vida do homem é mais simples?

Vamos para mais um momento de compartilhar criatividade alheia solta pela web? Simmm!

Recebi um email da Clarissa que traz três peças de publicidade, desenvolvida pela agência McCann Erickson de Israel para a Cerveja Goldstar.

No material é possível verificar o que passa na cabeça do homem e da mulher, quando o assunto é uma simples questão de "Vamos sair para beber?" Veja você mesmo... Obs: Clique nelas para ampliar




E a mensagem termina desse jeito: "Thank God that you´re a man”
Google Tradução: Graças a Deus que você é um homem

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Seja amável com as pessoas

Tem coisa pior na área de relacionamento, do que lhe dar com pessoas amarguradas, brabas e de mal com a vida? Não, não tem. Como é triste encontrar pessoas assim, que sempre enxergam o copo metade vazio. É chato encontrar pessoas que você deseja "Bom Dia" com sorriso estampado no rosto, e a pessoa vem com a resposta seca e rude "O que tem de bom pra ser Bom dia?"

A vida não é fácil para ninguém, mas tem gente que insiste em torná-la ainda pior. Momentos de conflitos conosco é natural, há dias em que não estamos bem mesmo e não queremos ver ninguém nem pintado de ouro, mas isso não nos dá o direito de estragar a felicidade alheia. NINGUÉM tem o direito de ser um "estraga prazeres". Tá ruim a vida? Tá difícil? Isole, peça ajuda, mas não desconte em quem não tem nada haver com o seu problema.

Por que falo isso? Vou dar o exemplo de um aniversário que fui nesta semana, sem citar os nomes (obviamente). O ambiente estava alto astral - pra cima - todos comendo e conversando sobre vários assuntos. Assim que chego no local, a aniversariante me pergunta: "A fulana não veio contigo?" Respondi que não, pois esperava encontrar a pessoa já no local.

A pedido da aniversariante, fui buscar esta pessoa para a festinha. Pequeno detalhe: Esta pessoa completou mais um ano de vida dois dias antes da festa, que nós estávamos participando. Chego lá na casa da fulana e pergunto: "Vamos lá no aniversário? Vim te buscar". Ouço ela dizer que só vai porque eu já estava lá, pois não estava com mais vontade.

Quando chegamos ao aniversário, um senhor bem agradável deu um presente para esta pessoa, por ela ter completado mais uma primavera na mesma semana. O que a pessoa disse? "Não gostei, pega de volta". Ficamos chocados com a grosseria, claro! Este senhor recolhe o presente (bem sem graça) e ouve a amiga dizer "eu gostei, posso ficar com ele?". No que ela diz isso, a pessoa que recusou o presente vai até lá e diz: "Daqui que é meu, eu ganhei!"

Ou seja... chegou estragando o clima de descontração no aniversário. A aniversariante do dia, querendo contornar a situação e fazer todos ficar bem a vontade, oferece um pastelzinho para essa pessoa. Na primeira mordida, a mesma pessoa joga fora o resto do pastel e diz: "Que horrível, tá muito ruim e seco". Como lhe dar com uma pessoa assim?

Depois de algumas horas neste "climão", convidei essa pessoa amargurada para ir embora e descansar. Não demora muito, ela me diz: "Não deveria ter saído da cama hoje, já senti que o dia estava ruim". Com a paciência de Jó, tento dizer. "O dia estava ruim, ou foi você que deixou ele assim? Custava aceitar o presente de coração, agradecer e numa outra hora pedir para a pessoa trocar?" E ela me responde: "Não, pois eu sou assim e este é o meu jeito".

Nunca vou entender este e outros tipos de situação. Jamais vou compreender quem tem tudo para facilitar, mas insiste em tornar tudo mais difícil. Esta pessoa não estava nos seus melhores dias (fato), mas no ápice da sua amargura, conseguiu estragar mais um monte de gente que não tinha nada haver com a história.

Assim também é no trânsito. Quantos discutem, brigam, quebram o carro um do outro ou até tira a vida alheia, por desentendimento seguido de ato irracional? Quem também maltrata idosos (por causa da movimentação lenta deles), não merece um pingo de respeito da sociedade. E assim por diante... não importa à esfera do problema. Muda o contexto, porém as dificuldades continuam criadas pelas pessoas.

A vida já é tão complicada por injustiças, incertezas e dor. Um gesto de gratidão, outro gesto de solidariedade, moralidade... são alguns dos passos iniciais que facilita a vida de todos e ninguém sai perdendo. Ah, se todos colocassem como meta diária o grande ensinamento que Jesus deixou: "Amar uns aos outros, como eu vos amei".

Este mundo poderia ser um lugar bem melhor... sem dúvidas.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Copa do Mundo bem opostos

Enquanto nós brasileiros paramos todas as atividades para torcer pro Brasil, no seu jogo de estréia da Copa do Mundo contra a Coréia do Norte, que aconteceu nesta terça-feira (15) lá no continente africano...













O norte coreano não pôde fazer o mesmo por causa do líder ditador Kim Jong-il, que proibiu os jogos de serem transmitidos ao vivo na TV. No horário da transmissão, estes coreanos tiveram que se contentar em assistir programas das forças armadas...












Segundo a notícia divulgada pelo Jornal da Globo, os norte coreanos só vão poder assistir o jogo gravado se o ditador permitir. Agora k-entre-nós: Será que o líder deles vai deixar assistir a seleção, depois que a Coréia do Norte perdeu o jogo por 2 x 1 para o Brasil?

É por essas e outras que tem horas que acho o Brasil um país PERFEITO!



Créditos das fotos do Brasil: Fernando Ribeiro e Luciano Moraes

domingo, 13 de junho de 2010

Desmistificando a Bolsa de Valores

Quem acha que investir na Bolsa de Valores é complicado, põe o dedo aqui (no monitor) senão o abacaxi vai fe... vai fe... (olha lá hein)... vai fechar! Lembra da brincadeira de criança que a galera perguntava alguma coisa e vinha com essa história do "acabaxi vai fechar", quando na verdade era a mão?

Pois é, lembrei dela para perguntar se vocês imaginam a Bolsa de Valores igual um bicho de sete cabeças, como eu imaginava... É que um dia desses (enquanto meus amigos foram festar) eu fui ao workshop participar de um curso gratuito de Formação do Investidor Consciente, promovido pela Gol Invest aqui da minha cidade. E não é que gostei?

Ainda não tenho dinheiro sobrando pra investir, mas também nem precisa de muito. Basta organizar as contas, pois é possível participar da Bolsa de Valores num clube de investimento a partir de R$ 100 reais. Tá, e por que eu gostei do mercado de ações? Porque soube de umas coisas e então ela deixou de ser um BICHO DE SETE CABEÇAS. Até vou compartilhar um pouco com vocês, pois conhecimento é quase tudo nessa vida.

Eu fiz uma matéria sobre esse assunto que assisti e saiu em alguns jornais da região. Tipo, você não vai se tornar expert na Bolsa, porque eu não me tornei e nem vou por tudo que aprendi aqui, senão o blog vira monografia. Entretanto, conto pra vocês algumas curiosidades interessantes desse mundo que a gente acha que é só para "RICOS".

Eles têm feito estes cursos porque querem aumentar os números de investidores, visto que no Brasil tem um pouco mais de 570 mil, o que corresponde 0,26% da população estimada em 191 milhões. O Paulo Portinho, que é gerente do Instituto Nacional de Investimento (INI), disse que é porque o brasileiro tem a cultura de que nunca vai ser vencedor. Achamos normal aplicar na poupança e ter rendimento de 2% líquido ano.

E OLHA SÓ ISSO: Quem investiu R$ 1 mil por ano em ações na Gerdau, em 14 anos teve um ganho de R$ 737 mil. Como assim, ninguém me avisou antes? Dai ele explica: “Por que ele ganhou? Porque teve paciência de esperar. Em 14 anos mais de 60% das empresas deram ganho acima da renda fixa. Quando a bolsa dispara você tem vontade de entrar, e quando ela cai você quer sair. Está errado, tem que ser o contrário”. Que coisa, não?

Outro que falou uma coisa que chamou atenção foi o Walfredo Gomes, que é assessor de investimento da Gol Invest. Segundo ele, quem investiu na Bolsa em 2000 e retirou em 2002, teve uma perda de 75% dos investimentos. Porém, quem investiu na Bolsa em 2000 e retirou em 2009, obteve um ganho de 300%.

O Walfedo diz que “Na bolsa não devemos ser imediatistas e pensar em ganhar rapidamente. É preciso ter paciência e pensar em longo prazo. Quem aprende a perder dinheiro, deu um grande passo para ganhá-lo”, observa. O Paulo Portinho acrescenta que é importante o acionista saber o que está acontecendo no mercado e investir em empresas seguras. “Independente da empresa que estivar com lucro, quem não estiver na bolsa não vai ganhar com ela”, destaca.

Interessante não? Eles deram dicas de observar alguns dados das empresas quando for investir numa delas. Um exemplo é os dividendos. Quando maior o índice, mais a empresa distribui com os acionistas quando lucra. Tem que tomar o cuidado, porque tem empresa que lucra R$ 1 bilhão e não divide nem 50% do valor com os milhares de acionistas. E não basta ter dividendo bom, tem que ter crescimento contínuo.

Outra coisa importante olhar é se a empresa tem Tag Along. O que é isso? Uma segurança para os investidores. Por exemplo, numa crise uma empresa quebrou. Quem não tem Tag Along, os proprietários vendem a companhia e as ações para outra empresa com preços bem valorizados. Já o pobre acionista arca o prejuízo de ver seu investimento perdido, ganhando uma miséria por ação.

Se quebrar uma empresa que tem Tag Along, todos perdem. Se ela quebrou, o diretor vai perder igual o cliente, então o cidadão não perde muito sozinho. Lá no INI, eles têm um software que não deixa a gente investir em empresas caras e nem aquelas que têm histórico de queda. Eles chamam atenção para os positivistas em excesso: Tem que estar preparado, pois nem sempre a Bolsa de Valores só vai render.

Em resumo era isso... legal né? (não achou? eu achei) É claro que nem tudo é simples e é importante buscar uma assessoria de investimento, mas gostei do que vi e aprendi. A gente sempre acha tudo um bicho de sete cabeças antes de aprender como é. E o mercado de ações é um que ainda vou querer participar. Nós gastamos tanto em besteiras, o que custa arriscar ficar rico?

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Homenagem de Dia dos Namorados #FAIL

Todos sabem que neste sábado dia 12 de junho é comemorado o meloso Dia dos Namorados, certo? Dia em que muitos maridos aproveitam para levar as esposas em motéis (pelo menos uma vez por ano). E também é um dia em que os solteiros sentem uma certa inveja por quem namora e pode passar estes dias gelado bem acompanhado.

Então... em função deste dia, inúmeros colunistas de jornais captam fotos de casais para prestar uma homenagem para o Dia dos Namorados. Nessa brincadeira me contaram algo, mas eu não confirmo, que um jornal da região fez o seguinte anúncio: "Mande uma foto com o seu amor no e-mail "tal" para publicação de homenagem especial neste sábado".

Para a surpresa do jornalista, quando ele abriu o email viu a seguinte foto.
Obs: A foto e o nome usado neste blog servem de ilustração e não corresponde com a pessoa que enviou.

"Olá, me chamo Juliana da Silva e vi no jornal que vocês solicitaram para a gente encaminhar uma foto com nosso amor que será publicado no sábado. Nesta foto estou com o amor do meu cachorrinho chamado Tobias que sempre me recebe com carinho ao chegar em casa. Desde já, agradeço pela publicação".

MORRI! Espero que seja só uma brincadeira de quem me contou, pois se for verdade... acho que esta pessoa é daquelas que a gente diz "Vai ver se estou na esquina", e ela vai --'

Aproveitando a postagem, já que não vou atualizar no sábado porque sou solteiro e vou estar cheio de "mimimi" neste dia, apresento um famoso vídeo de um pedido de casamento #FAIL.


Muito cuidado com os pedidos inusitados

E para encerrar, a dica para os casais apaixonados no presente vem da Dessa Piazza no Twitter.

Fica a Dica!

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Falta de Notícias: um câncer no jornalismo

Quando o jornalista passa por uma fase de falta de notícias, é neste momento que nasce um câncer no jornalismo: Notícias Irrelevantes. Nesta quarta-feira acessei a home page do site iBest (que é do Grupo iG) e encontrei uma notícia que mudou a vida das pessoas. Veja você mesmo...

Fábio Assunção toma café com a Ex em SP (óóó) :O

Neste momento pensei seriamente em cancelar o meu e-mail do iBest, para nunca mais voltar ao portal. O problema não é divulgar isso em um site de fofoca, o problema é colocar na CAPA de um site jornalístico como se fosse MUITO relevante. E daí se o Fábio tomou café com a ex... E o Kiko?

Depois fico indignado com o Supremo Tribunal Federal - leia-se ministro Gilmar Mendes - por ter tirado a obrigatoriedade do diploma de jornalismo para exercer a função. Deve ser por essa e outras notícias do gênero que ele achou que qualquer pessoa pode ser jornalista para divulgar o café do Fábio Assunção.

Prova de como a falta de notícias provoca estas notícias "relevantes" para sociedade. Este foi só o exemplo de uma situação que queima os jornalistas. Não preciso nem citar o Site Ego da Globo, né? Mesmo assim, coloco um exemplo deles também.

Thierry acena para platéia em desfile = Thierry faz a sua obrigação

O caso do Site Ego é menos, digamos... #FAIL este tipo de notícia. É que eles vivem de futilidades e tem audiência para isso, então não é de se espantar com estes tipos de notícias "importantes" no site deles. Até porque a nossa vida muda quando eles informam que "Cláudio Heinrich pedala e mexe no celular ao mesmo tempo".

Não se espante com o jornalismo e valorize o diploma dos jornalistas, para que estas notícias relevantes não se proliferem mais ainda. O bom jornalista - na falta de matéria - corre atrás de assuntos bacanas que possam trazer algum conhecimento para a sociedade. Em exemplo, cito a matéria de capa do jornal A Tribuna desta quarta (09/06/2010) dos profissionais Saimon Novack e Rodrigo Medeiros.

Para ler, vai no site Clic A Tribuna e escolha a edição deste dia.

Eles fizeram uma matéria não focada na prostituição, mas sim nos profissionais que trabalham de noite com vendas, limpeza de motel ou casas noturnas, e ganham à vida enquanto a grande maioria dorme. Esta foi uma bela matéria, sem dúvidas, entre tantas outras já realizadas por jornalistas FORMADOS e que tem desconfiômetro em publicar as histórias interessantes.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Quando o amor vencer

Nesta terça-feira bonita, ensolarada e de temperatura gelada aqui no sul do Brasil, trago novamente o escritor reflexivo Paulo Gaefke (sempre antenado com os anseios da humanidade) para falar de um sonho que tenho, e acho que muitos devem ter também. Ver o mundo em Paz e as pessoas de bem... Quando o amor vencer

Quando o amor vencer e se fizer mais forte,
não precisaremos mais de fronteiras,
nem desconfiar do próximo,
por mais distante que ele esteja.

Quando o amor vencer não precisaremos de religiões,
a maior religião é o próprio amor,
que nos ensina a conviver com as diferenças,
que nos ensina a tolerar além do limite humano,
e com tolerância não teremos o que perdoar.

E finalmente, o ódio, que é a forma contrária do amor desaparecerá.

Quando o amor vencer e se fizer forte,
levará consigo a solidão e todas as portas se abrirão,
os presídios não terão sentido,
nem mocinhos e nem bandidos, seremos apenas,
uma grande família em busca de evolução,
e o amor facilita esse caminho,
derruba muralhas, transpõem fronteiras,
o amor acaba com a miséria,
pois abre as portas do coração,
e o coração é sempre solidário...

Para não ficarmos apenas no sonho,
comece hoje a parte que lhe cabe,
ame sem distinção, quebre seus preconceitos,
abrace mais, valorize o tempo, reclame menos,
carrega à alegria como munição de vida,
espalhe-a sem doses e sem medidas,
seu sorriso é a porta de entrada,
uma esperança para o novo tempo,
tempo em que seremos melhores,
por ver nossos irmãos felizes,
por ver simplesmente, o amor vencer!

Bacana né? E pra quem se empolgou neste mundo ideal e suspirou com um futuro assim, pode dar Play ali na canção da Adriana que fala sobre o sonho de viver no Lindo Céu.

PS: A música me dá sono, então é ótima pra dormir e acordar relaxado =)

domingo, 6 de junho de 2010

Uns primam por Atitudes, outros Fotografam

Sempre gostei de fotografar os acontecimentos, pois sou formado em jornalismo e corre nas minhas veias um sangue de querer registrar tudo o que acontece. Então me chamou atenção o email que recebi do meu amigo Leandro com o seguinte título: "Enquanto uns primam por atitudes, outros fotografam". O email mostra o resgate de um cão que caiu num lago.

Confesso que fiquei apreensivo, pois na profissão a gente pensa mais em registrar o fato quando acontece, não ser o herói e ir salvá-lo. Até onde isso é bom? Lembrei daquele ditado: "Cada macaco no seu galho" e fiquei mais tranquilo. Um fotógrafo jornalista não é herói, por isso nem sempre vai ter condições de ajudar no problema, só restando a opção de registrar.

As fotos a seguir sensibilizam pela ousadia do cidadão, que tomou atitude ao ver a dona desesperada querendo seu cãozinho de volta. Quem tem um cão sabe do amor que eles têm por nós, e nada mais justo do que querer o seu bem. O cara que saltou no lago para salvar o cão merece toda premiação pelo gesto de cidadania, até pelo risco que correu naquele dia frio.

Acho uma pena que o email não credita o nome do herói, do cão e o fotógrafo que estava atento e registrou esta cena com final feliz. Mesmo assim, confira este fato em algum lugar do mundo que circula pelos emails.














Bom ver mais um cão salvo. Como diz aquele ditado popular: "A razão dos cães terem tantos amigos, é que movem suas caudas mais que suas línguas".

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Sexta-feira para cortar os Pulsos

Bom dia para você que não emendou o feriado na sexta e foi trabalhar ou estudar.

Bom dia para você que vê no comércio os casais apaixonados indo comprar os presentes para o Dia dos Namorados (12 de junho), e está solteiro bem contente, pois não vai precisar gastar.

Bom dia para você que vai ver seus amigos subir à serra pra curtir o show do Skank na Festa do Pinhão no sábado, mas você nem vai.

Com essa chuva que cai lá fora e você no trabalho - enquanto todos na sua casa puderam estender o sono no calor das cobertas - hoje é uma boa sexta-feira para cortar os pulsos...

Para ajudá-los a deprimir ainda mais, a postagem de hoje é com uma música bem depressiva de uma caipira que me apaixonei: Janaynna - Temporal de Amor. Ela me rendeu alguns unfollows quando postei no Twitter e aqui deve diminuir ainda mais o número de acessos, mas e daí né? Quem aguentar, pega um copo de bebida e vamos brindar juntos estes momentos de tédio (Tim Tim).

Chuva no telhado
Vento no portão
E eu aqui
Nesta solidão...

Fecho a janela
Tá frio o nosso quarto
E eu aqui
Sem o teu abraço...

Doido prá sentir seu cheiro
Doido prá sentir seu gosto
Louco prá beijar seu beijo
Matar a saudade
Esse meu desejo...

Vê se não demora muito
Coração tá reclamando
Traga logo o seu carinho
Tô aqui sozinho
Tô te esperando...

Quando você chegar
Tira essa roupa molhada
Quero ser a toalha
E o seu cobertor...

Quando você chegar
Mando a saudade sair
Vai trovejar, vai cair
Um temporal de amor...


(Temporal de Amor - Composição: Cecílio Nena)


BR♥Jana: êêê paixão!

terça-feira, 1 de junho de 2010

Muito cuidado com os Vírus no MSN

Mãe, vó, tia e mais oito amigos virtuais que visitam o meu blog. A postagem de hoje tem o caráter de utilidade pública: muito CUIDADO com o novo vírus no MSN! Clica ali na imagem ao lado e veja.

Hackers inúteis (que não tem mais o que fazer) bolaram um novo vírus na internet bem criativo que conversa com você. Sabe aquele amigo que está há tempos no teu MSN e quase nem fala contigo? Então, desconfie quando ele aparecer puxando conversa e perguntando: Oi, está tudo bem?

No que a gente responde, ele pede para olhar as fotos e passa o link que serve de isca para pegar trouxas. Neste momento, DESCONFIE! Mesmo que seja conhecido, o computador do teu "suposto" amigo pode estar contaminado. Então você pergunta se é vírus, o programa lê essa palavrinha mágica e ainda diz que Não.

Foram criativos, sem dúvidas. Fiz este alerta no Twitter também e o Renan Medeiros me lembrou de outro vírus que infesta o MSN.

Bem lembrado, esse vírus joga fora o seu tempo.


Este é um dos piores vírus, chamado Mal de Alzheimer.


Além do vírus que o Renan e eu citamos no Twitter, vale ficar atento a muitos outros que estão espalhados pelos nossos contatos. Entre eles, destaco alguns:

Vírus: Me Faz um Favor - Quem está infectado só aparece na sua janela de conversa se for para pedir um favor. Você não serve para nada se não for para fazer a vontade desta pessoa.

Vírus: Vota lá - O infectado geralmente quer se achar POP na internet e vive participando daqueles concursos de gatos(as) no Twitter, Orkut, Facebook, etc. Então na primeira oportunidade de você ficar ON, ele aparece com o pedido de ir lá votar para ajudar.

Vírus: Fala que eu te Escuto - O usuário com este problema no MSN, tem o vírus que o impede de querer papo com você. Eles ficam ON (e de status verde) no teu contato, porém você pode ir lá falar, perguntar ou puxar conversa que a pessoa só vai te escutar e não vai responder.

Vírus: Monossilábico - Neste caso o usuário até responde, mas está infectado com o vírus que não permite escrever mais de três palavras. Você vai lá, conta a vida para a pessoa que está disponível no MSN e escreve um grande texto para ler como resposta: Uhum, pois é, pode crer... Ok!

Compartilhe

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Dicas Ocioso