segunda-feira, 18 de abril de 2011

A lenda do Quarto Rei Mago

Sempre que participo da missa ou de outros encontros ligados ao cristianismo, ouço muitas histórias na homilía (momento de reflexão do padre ou palestrante com os presentes) que servem de exemplo para carregar durante a vida. São histórias, lendas ou contos que nos fazem refletir. Já falei como AMO gente de espírito aberto que tem sempre algo sábio para nos ensinar?

Pois bem, num destes encontros o padre contou a lenda da existência do Quarto Rei Mago. Eu gostei tanto que queria compartilhar neste blog com vocês, mas adivinha? Como não levo papel e nem caneta pra missa, cheguei em casa e esqueci (todos chora). Só que, para nossa sorte, recebi essa lenda por email (todos comemora). A autoria é desconhecida e publico aqui como forma de demonstrar como é o Deus que acredito.

O mundo não conheceu, mas existiu o quarto rei mago que também viu a estrela brilhar sobre Belém quando nasceu o filho do Criador. O problema é que ele sempre chegava atrasado aos lugares onde Jesus poderia estar, porque os pobres miseráveis viviam pedindo sua ajuda.

Depois de trinta anos seguindo os passos de Jesus pelo Egito, Galiléia, Betânia, o rei mago chegou até Jerusalém, mas era tarde demais. O menino já se transformara em homem e estava sendo crucificado naquele dia.

O rei havia comprado pérolas para Cristo, mas precisou vender quase todas para ajudar as pessoas que encontrou em seu caminho. Sobrou apenas uma pérola, e o Salvador já estava morto.

- "Falhei na missão da minha vida", pensou o rei mago profundamente abatido.

Neste momento, escutou-se uma voz:

- Ao contrário do que pensas, tu me encontrastes durante toda a tua vida.

Eu estava nu, e me vestistes.

Eu tive fome, e me deste de comer.

Eu estava preso, e me visitastes.

Eu estava em todos os pobres do teu caminho.

Muito obrigado por tantos presentes de amor


Assim é o Deus que acredito, sem condenações se você não segue a risca as regras ou normas da igreja. O meu Deus é um ser extremamente sensível que olha para tua índole, essência e a bondade que carregas dentro do coração. Por isso, seja cristão ou ateu, vale a pena ser do bem e praticar esta bondade ao próximo. Para encerrar, deixo uma música que tocou na passagem do santíssimo da igreja no meio dos fiéis.


"Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que te amam..."

2 comentários:

  1. oioi aki ehdo blog deu a loca na lhama , se puderem entrem no nosso blog adoramos o de vcs ;)
    Bjoss Lau e Ali

    ResponderExcluir

Aqui, a Liberdade de Expressão fica por sua conta :)

Compartilhe

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Dicas Ocioso