segunda-feira, 25 de abril de 2011

Por que é difícil conversar com quem mais te interessa?

Ligar o computador com internet e abrir o MSN já virou hábito de grande parte dos internautas. Tão comum quanto chegar em casa de noite e acender a lâmpada, uma prática desenvolvida no modo automático. Abrir o MSN é sinônimo de expectativas, pois queremos saber quem está on-line, quantos recados têm e quais são as novidades do dia. Será que "aquela" pessoa já está conectada ou vai entrar em seguida? Quantos virão conversar com a gente? Difícil prever.

Então você conecta e olha uma infinidade de amigos, colegas, familiares e gente de todo o tipo separado por listas. Percebe, também, que aqueles com status "ausente ou ocupado" estão bem mais presentes que outros com status "disponível". Sai conversando com um e outro, responde quem veio falar com você. São tantos assuntos né? Principalmente quando o status está qualquer coisa, menos disponível. Ai sim que a conversa rende e parece que mais pessoas procuram falar conosco. Deixar o MSN disponível pra quê? Ninguém procura a gente mesmo e vai parecer que estamos "forever alone" (sempre sozinho em inglês). O bom é ser diferente e, de preferência, sempre ocupado (ironia ON).

O mais triste, gente, é quando tens papo com todo mundo, menos com aquela pessoa especial que você mais deseja se aproximar. Eu procuro e sou procurado pelos outros para conversar sobre tudo, mas por que é tão difícil puxar um assunto com quem mais te interessa no momento? Aquela pessoa especial está ali, disponível e pronta para ser procurada, só que não há intimidade suficiente para conversar sobre qualquer coisa. Um sabe pouco da vida do outro, ou tem contato superficial por intermédio de amigos nas festas.

Se fosse qualquer pessoa, você (que neste caso sou Eu, pois falo por mim) estaria falando as bobagens de sempre pra começar um assunto. Só que agora é diferente. Não é qualquer uma, e sim Ela que está on-line. Há um interesse seu pela aproximação, em compartilhar vidas, segredos, contar como foi seu dia e querer saber como foi o dela. Porém, tu não sabes qual vai ser a reação de toda essa aproximação repentina. Afinal de contas ela está ali, mas ainda é uma estranha.

 Mergulhado nestas dúvidas, joguei a pergunta pra galera.


E recebi como resposta...



Outra pessoa iluminada me respondeu no Facebook


E depois virou debate comunitário com os amigos presentes na rede


Todos tentando decifrar estes enigmas da vida


É claro que a expressão "quem mais te interessa" lá no MSN é muito subjetiva e vai do momento. Uns conectam procurando pela mãe. Outros estão mais interessados é pela namorada(o), amiga(o), chefe, parentes... e ninguém enfrenta dificuldades em conversar com quem já tem intimidade. O problema fica quando a pessoa (ainda) é uma estranha.

Isso não se restringe ao mundo virtual. Muitos enfrentam problemas semelhantes no dia a dia. Quem é aquela garota da lanchonete? E o rapaz simpático do banco? Que mulher é esta que arrasta olhares quando entra no Fórum? O que faz aquele garoto que embarca diariamente neste ônibus? Homens e Mulheres questionam para si todos os dias sonhando com uma aproximação desejada.

Tanto assunto com os outros, mas nenhum com a pessoa almejada. De repente você começa achar que o papo "Oi, tudo bem? Novidades?", nem são tão tolos assim. Apesar de parecer um idiota, desocupado e sem assunto que deixa a conversa morrer na segunda frase do MSN.

7 comentários:

  1. Lipe, acho que tudo vem do medo da rejeição e do desejo que se tem de ter momentos perfeitos com a pessoa que está balançando o seu coração, eu sou insegura, normalmente busco uma perfeição que não existe, as vezes até bloqueio pra me sentir mais livre no MSN e sem aquela "nóia" de quem vai puxar assunto com quem... Parece inútil, talvez, mas é tudo tão complicado quando se fala em assuntos do coração, que sinceramente, parei de tentar entender, e estou vivendo cada sentimento... fazendo o que se tem vontade na hora, então, puxa um assunto sim... Diz Oi, como vai? E tenta sentir a intensidade da resposta que vem do outro lado! E se não for dessa vez, próximas virão. Beijo dessa tua amiga aqui carentinha : ) mais feliz!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, concordo com a pessoa que postou o comentário anterior, e é chato, frustrante, quando vc quer puxar papo com "aquela" pessoa interessante e, o máximo que ela fala é "sim, aham, e você?". Por vezes, as pessoas cortam a conversa e nem dão tempo para vc conhecê-la ou, pelo menos, engatar uma conversa com mais sentido do que "previsões do tempo" e assuntos semelhantes. Não adianta conselhos, porque cada pessoa tem um jeito, e a fórmula mágica vai servir para alguns e para outras pessoas não. Acho que o caminho é, talvez, interpretar sinais, tons. as maneiras das pessoas com quem conversa virtual ou pessoalmente. e mesmo assim, às vezes, você acaba se enganando...

    ResponderExcluir
  3. Pessoas inspiradas em seus comentários... é por isso que vale a pena compartilhar algumas coisas neste blog ;)

    ResponderExcluir
  4. Estou passando por isso cara, tem uma mina da facul, bonita pra caramba, parece ser interessante, já deu umas olhadas para mim, mas mesmo assim não sei como me aproximar dela. Fico com medo da reação dela. Exemplo:
    Eu: Oi tudo bem!
    Ela: Estava até você chegar!
    Eu: :(

    ResponderExcluir
  5. O anônimo podia dar notícias né... se o papo rolou kkkk

    ResponderExcluir
  6. Oi Filipe! Isso aconteceu cmg. A pessoa era tão especial para mim que eu simplesmente não conseguia "puxar assunto", logo eu, que sou a "comunicação em pessoa". Falo demais... porém ficava muda diante desta pessoa. Demorei tanto, não arrisquei e a perdi. Acho que aprendi que um: oi tudo bem? pode fazer muita diferença, mesmo se a resposta for um simples: sim e vc? Arrisque!
    beijo!

    ResponderExcluir

Aqui, a Liberdade de Expressão fica por sua conta :)

Compartilhe

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Dicas Ocioso