segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Penso que pena que seja pouco

Eu tenho tanto pra compartilhar da minha vida com vocês, meus amigos (3) que leem diariamente este blog, mas cadê a vontade de escrever? Quedêle? Comecei o blog com propósito de compartilhar uma coisa interessante por dia, seja pessoal ou algo que recebi no email. Não durou muito para cair em três atualizações semanais e, agora, parece que ficou uma por semana. Que feio pra mim... (dá nota zero)

Minha vida tem passado por muitas mudanças mentais. Sim gente, minhas ideias estão borbulhando com planos, projetos e cavando coragem para conseguir realizá-los. Como sou covarde no quesito de tomar iniciativas que vão dar muito trabalho depois, eu me acomodo no sentido de controlar o leme deste meu barco que navega rumo algum lugar inesperado. Não entenderam nada né? Não se preocupem, pois nem eu me entendo. O negócio é se deixar levar. É isto que tenho feito ultimamente, me deixando levar pela vida.

Vou vivendo em busca de novidades profissionais, confraternizando com os amigos, aguardando oportunidades de estudos e cursos, trabalhando e administrando meus afazeres conforme consigo (gerúndio de telemarketing ON). Tudo sem me preocupar demais com o restante, que está fora do lugar de onde deveria estar. Meu rendimento funciona conforme minha inspiração, e ela sempre aparece nos 45 minutos do segundo tempo faltando mais cinco da prorrogação. Então dá tudo certo (amém).

Meus planos parecem emissoras de rádio em ondas curtas. Quando menos se espera, desaparecem e eu não consigo mais sintonizá-los. Logo, desisto de almejar o que estava projetado nos sonhos. Só que no dia seguinte, surpresa: a emissora de ondas curtas volta sintonizar com forte frequência e os meus planos retornam com toda vitalidade para serem executados. Eis a minha vida, eis o meu mundo. Estou sempre me redescobrindo e buscando me surpreender. Numa destas buscas descobri coisas não muito legais ao meu respeito, mas também passei a admirar minha capacidade de revigorar quando menos esperava. 

E assim vou levando meu Conto de Fraldas na canção de Tianastácia


My love lua da lenda longe me leva lá...

3 comentários:

  1. Me identifiquei com o seu post... aliás, com o blog, por isso parei aqui e continuo lendo sempre (que aparece algo novo) haha. Mas vou dizer, escrever me ajuda a organizar as minhas idéias que também fervilham... mas tem hora que eu só tenho vontade de dormir kkkk bjsss

    ResponderExcluir
  2. E continue voltando sempre que quiseres, Miriam. Pessoas legais e simpáticas são sempre bem vindas ;*

    ResponderExcluir
  3. Também ando meio sem inspiração. E também me identifico com vc na parte da preguiça de correr atrás das coisas. Smpre pensei que a vida age por nós, então vou esperando ela agir hehehe, e no final dá tudo certo.
    Mas preciso te contar que aquele teu comentário profético no meu blog, sobre o tempo que a reforma demoraria (muito mais que o previsto), acertou em cheio. Ainda estamos aqui no meio da confusão, não tanto pelos atrasos, mas porque acabamos resolvendo fazer mais coisas. Abraços.

    ResponderExcluir

Aqui, a Liberdade de Expressão fica por sua conta :)

Compartilhe

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Dicas Ocioso