sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

E o bom exemplo é o que fica

Assistimos perplexos o terremoto de 7 graus na escala Richter que atingiu a capital Porto Príncipe, no Haiti, nesta terça-feira (12/01). O país mais pobre da América Latina foi devastado pelo movimento das placas tectônicas. A ONU estima que mais de 45 mil pessoas deva ter morrido nesta tragédia. Pelas fotos e vídeos que recebemos das agências de notícias, percebe-se que este número pode avançar as barreiras de 50 mil.











As cenas impressionam qualquer um

Foi com dó e sentimento de tristeza que assistimos um povo perder tudo do pouco que tinha. Quando não esperávamos mais nada de notícia tão ruim, veio a confirmação de que entre os mortos, estava a Dra. Zilda Arns Neumann aos 73 anos. Natural de Forquilhinha (SC), Zilda foi a primeira brasileira a concorrer um Prêmio Nobel da Paz em 2006, por implantar a Pastoral das Crianças e dos Idosos da CNBB, que salvou (e salva) tantas vidas neste país.

Pelo que foi divulgado, a Zilda estava no Haiti para dar uma palestra e ajudar na implantação da Pastoral da Criança por lá também. Já pensaram nos resultados maravilhosos que isso iria trazer aos haitianos? Um país miserável com chances de salvar as camadas que mais sofrem com tudo isso.
Mas a natureza tinha outros planos. Um terremoto desta magnitude dizimou muitas vidas e entre elas, a de uma anja aqui na Terra: Zilda, um exemplo a ser seguido por todos. Bem disse a jornalista Marli Vitali no Twitter.


Mesmo com tantas adversidades sofridas na sua passagem na Terra, quando perdeu a filha em acidente e o marido por afogamento, ela não perdeu as forças e nem a chance de continuar salvando vidas. Ela não chegou a ganhar o prêmio Nobel, mas como disse Zilda Arns: "O Nobel é prêmio político, enquanto que a Pastoral é um prêmio de amor, de solidariedade".

Enquanto a população do Haiti enterra seus mortos e tenta se recuperar, nós brasileiros sepultamos a Zilda Arns com a missão de cultivar aquilo de bom que ela deixou - inclusive com doação de órgãos como mostra a campanha abaixo.

Zilda, obrigado pelo bom exemplo que nos deixastes...

Um comentário:

Aqui, a Liberdade de Expressão fica por sua conta :)

Compartilhe

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Dicas Ocioso