segunda-feira, 2 de maio de 2011

Osama Bin Laden: uma morte festejada

A principal notícia que surpreendeu o mundo neste domingo não foi a captura da caixa preta do avião Air France, que caiu em 2009 matando 228 pessoas, muito menos a derrota do Vasco para o Flamengo que ficou de vice mais uma vez (o que não é novidade). A notícia mais impactante foi da morte de Osama Bin Laden, líder da Al-Qaeda, responsável pelos ataques terroristas nos Estados Unidos em 11 de setembro de 2001 que mataram milhares de pessoas. Vamos relembrar o vídeo deste terror que ficou marcado em nossas lembranças.

Atentado nos EUA = mundo chocado!

Desde esta tragédia que matou e feriu o orgulho americano, o mundo passou por grandes transformações e começou uma luta incessante contra o terror. Achar Bin Laden não era apenas uma questão de honra para os Estados Unidos, mas se tornou algo mundial. Se alguém consegue furar o poder militar americano e faz sangrar o coração de Manhattan, o que dizer de outros países com segurança bem inferior a eles? Não é a toa que a notícia da morte virou motivo de festa e alívio.


Festa, alívio e GAFES também. A captura deste criminoso era tão aguardada que notícia da morte de Bin Laden foi muito festejada pelos americanos, mas fez a Globo News divulgar essa foto sem confirmar a veracidade da imagem. Ela já circulou na internet como uma montagem bem feita e voltou a ser divulgada como se fosse Osama logo depois de morto.


Outra emissora de televisão que cometeu gafe foi a Fox. Na pressa de divulgar a notícia em primeira mão, ela acabou matando o presidente dos Estados Unidos sem querer já que há semelhança na escrita entre os nomes de Osama e Obama.


Depois da festa do povo americano, sobrou piadas no Twitter do povo brasileiro. O momento permitia, pois a morte de Osama não merece um RIP (Rest in Peace = descanse em paz, em inglês), mas sim um Fuck You (foda-se em inglês). O cara sempre foi ruim e não é porque morreu que deve ser tratado como um santo. Entre as piadas que pipocaram, destaco uma do Tio Dino e outra do George Macêdo.



Brincadeiras a parte, vejo a morte de Osama Bin Laden como a morte da abelha rainha. Quando abelha rainha morre, as outras abelhas não deixam de picar e fazer mal para os outros. Só que elas ficam perdidas enquanto não encontram outra substituta para ocupar o lugar. Assim é o que deve acontecer com os dissidentes da Al-Qaeda. A morte do líder não significa o fim do terrorismo, mas deixa o grupo desestabilizado.

3 comentários:

  1. Concordo que a morte dele vai desestabilizar a Al-Qaeda, mas o terrorismo e essas guerras estúpidas não! =* Bom texto lipe

    ResponderExcluir
  2. O pior foi o EUA procurar Osama Bin Laden nas cavernas do Afeganistão, enquanto o cara vivia bem numa mansão do Paquistão...

    ResponderExcluir
  3. Bem nessa Cla e Renato!

    Então os Estados Unidos divulgam que capturaram o Osama Bin Laden, e depois contam que jogaram o corpo no mar. COMO ASSIM?

    Cadê as imagens? Provas?

    Um exame de DNA feito pelos próprios americanos não é o resultado mais confiável para aceitar. Até porque ninguém vai contrariar afirmação de Obama que mataram o Osama.

    Vamos acompanhar os próximos capítulos...

    ResponderExcluir

Aqui, a Liberdade de Expressão fica por sua conta :)

Compartilhe

assine o feed

siga no Twitter

Postagens

acompanhe

Comentários

comente também

Dicas Ocioso